SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

Suspeitos de assassinato em Atafona foram perseguidos pela PM

Astra preto foi utilizado pelos bandidos para fuga

POSTADO EM 13/03/2017 10:04:00 POR: VNOTÍCIA/Paulo Noel
Foto: Paraybano
Foto: Paraybano

Um morto e dois baleados, este foi o saldo da violência neste domingo, 12/03, por volta das 19 horas, no bairro Carrapicho em Atafona litoral de São João da Barra.


O jovem Lucas Barreto Barbosa, 21, morreu no local. Os seus companheiros Jonathan de Arruda Silva, de 19 anos, e Diego Cândido Vieira, de 23 anos foram baleados e socorridos pelo Resgate Municipal para o Centro de Emergência. Posteriormente foram encaminhados para o Hospital Ferreira Machado.


Como foi

Os bandidos  dispararam contra os jovens que estavam no quintal de uma casa no Bairro do Carrapinho. A PM ainda informou que Jonathan levou um tiro de raspão na cabeça. Já Diego, levou um tiro no tórax. O estado de saúde das duas vítimas é estável.


Polícia Militar foi informada no momento do crime

Quando em patrulhamento pela Praia de Atafona, a Guarnição recebeu informação de que elementos em um veículo de cor preta teriam efetuado diversos disparos de arma de fogo contra um grupo de pessoas em um quintal de uma casa do Bairro Carrapicho.


Quando seguia para o local, a Guarnição se deparou com um veículo Astra de cor preta na Avenida Atlântica, que empreendeu fuga em alta velocidade ao avistar a viatura.


A Guarnição seguiu o veículo que entrou na Praia do Chapéu do Sol, onde quatro elementos descaram do carro e se evadiram para dentro de um matagal. Em seguida a PM encontrou no interior do carro duas pessoas que informaram não ter nenhuma participação no crime.


Eles disseram que estavam próximo à casa onde aconteceu o crime, quando foram abordados pelos bandidos armados, que entraram no veiculo e ordenaram que eles dirigissem em velocidade em direção ao Balneário de Atafona. Eles foram conduzidos à 145ª Delegacia Legal, e, após serem ouvidos, foram liberados. Ninguém foi preso. 


Da redação com informações do Paraybano e da Polícia Militar.

 

Leia mais em GERAL