SOBRE     |     FALE CONOSCO

POLÍTICA

Transporte público em debate na Câmara de SJB

Sessão do Legislativo Sanjoanense também apresentou montante arrecadado com o carnaval

POSTADO EM 14/03/2017 16:06:00 POR: VNOTÍCIA

 

Nesta terça-feira (14), o transporte coletivo intermunicipal foi o tema mais discutido na sessão da Câmara de São João da Barra. Por meio de requerimento, o presidente da Casa, Aluizio Siqueira (PP), solicitou à empresa Campostur que solucione urgentemente, problemas que têm sido apontados pelos sanjoanenses que viajam para Campos: quebra de coletivos, atraso nos horários, poucos veículos nos horários de picos, preço da passagem, ônibus lotados e sujos. “Temos ouvido essas reclamações dos passageiros e esperamos que a empresa tome as providências, pois, se não resolver, vamos marcar uma audiência pública aqui”, disse Aluizio.

 

Também sobre o assunto, o vereador Elísio Rodrigues (PDT) solicitou à Prefeitura que encaminhe à Câmara, um projeto de lei autorizando o município a transportar os universitários que estudam em Campos nos ônibus escolares cedidos pelo governo federal (cor amarela). Segundo o pedetista, a Campos Tur vende a passagem pela metade do preço, mas muitos universitários não têm como custear. “Acho viável utilizar esses ônibus amarelos até que se resolva a questão com a Campos Tur”, destacou Elísio, que também indicou o retorno do Programa Internet Comunitária.

 

Emprego - A vereadora Sônia Pereira (PT) pediu ao Executivo que elabore um projeto de lei visando à implantação do programa “Primeiro Emprego” para os moradores. “O Porto do Açu, por exemplo, exige seis meses de carteira assinada, mas o povo daqui quase não tem carteira assinada”, disse.

 

O vereador Gerson Crispim (SD) apresentou um requerimento à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, solicitando uma revisão no abastecimento de água potável no 5º Distrito e, também, uma indicação pedindo o término das obras do Posto de Saúde de Palacete. Ronaldo Gomes (PROS) propôs a ampliação do cemitério da Sede. Franquis Arêas (PR) indicou o retorno do “Cartão Alimentação”, benefício que era concedido aos servidores e que foi suspenso em maio do ano passado. Franquis também apresentou um requerimento, que foi reprovado pelo plenário.

 

Para Barcelos, Jonas Gomes (PP) indicou a reforma do Estádio Municipal José Dutra e a construção de uma estação de tratamento de esgoto. Eziel Pedro da Silva (PMDB) indicou a reforma da Escola João Flávio Batista, em Cajueiro e o término das obras da Escola Modelo, em Mato Escuro. Para a agricultura, Aluizio requereu à Secretaria de Estado da Casa Civil, o serviço de patrulha mecanizada para auxiliar os produtores rurais por meio do Programa Somando Forças.

 

Números sobre o Carnaval são anunciados

 

No tema livre, o presidente informou à população e aos vereadores, sobre a arrecadação oriunda da lei nº 008/17, enviada à Câmara pelo Executivo e aprovada na sessão do dia 21 de fevereiro, a respeito do Carnaval. O município arrecadou um total de R$ 71.279,16, sendo: R$ 39.415,00 (com estacionamento), R$ 7.685,00 (com arquibancada) e R$ 24.179,16 (taxa para ambulantes).

 

– A aprovação da lei proporcionou esta receita e gerou economicidade, pois só com a montagem de arquibancada, a Prefeitura gastou R$ 147 mil (em 2015) e R$ 35 mil (em 2016). Já em 2017 ela não pagou nada e ainda teve a receita de R$ 7.685,00 – explicou Aluizio, lembrando que, mesmo já existindo anúncio de crise econômica, a Prefeitura gastou R$ 4,8 milhões no carnaval de 2015 e R$ 2,4 milhões no do ano passado. “E este ano, o gasto foi de R$ 688 mil, que representa 6% do que foi gasto em 2015 e 14% se comparado ao que foi gasto em 2016”, concluiu.

 

Fonte: Ascom Câmara de SJB

 

 

Leia mais em POLÍTICA