SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

Servidores do Estado param por 72 horas a partir desta quarta-feira (16)

Caso não haja negociação, trinta categorias poderão deflagrar greve

POSTADO EM 16/03/2016 01:25:00 POR: VNOTÍCIA
Professores já em greve organizaram passeata pelo Centro de SFI, no dia 10 de março (foto: VNOTÍCIA)
Professores já em greve organizaram passeata pelo Centro de SFI, no dia 10 de março (foto: VNOTÍCIA)

Servidores do estado realizam a partir desta quarta-feira uma paralisação de 72 horas. Eles chamam este ato de greve de advertência, na tentativa de negociar com o governo. Caso não seja aberto algum canal de negociação até sexta-feira, as 30 categorias que compõem o Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (Muspe) poderão deflagrar greve geral a partir do dia 6 do próximo mês. Nesta segunda-feira, 14, em Campos, professores da rede Faetec realizaram uma passeata do Jardim do Liceu até o prédio do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), onde protocolaram denúncias sobre a situação de abandono nas três unidades de ensino.

 

Segundo informou o Muspe, a paralisação de três dias foi decidida em assembleia realizada no dia três de março, quando mais de 10 mil servidores participaram de manifestação nas escadarias da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). “Vamos retornar às escadarias da Alerj nesta quarta-fera em um novo protesto para denunciar a situação do funcionalismo estadual”, disse a diretora do interior do Sindicato dos Profissionais de Educação da Faetec (Sindpefaetec), Victoria Carogio.

 

O Muspe defende que a paralisação é o último recurso que resta ao servidor medianteao atraso de salários, constantes alterações nas datas de pagamentos e pelo parcelamento do 13º salário.Os servidores da Educação, da Saúde, do Judiciário, do Carreirão, da área administrativa e também da Segurança Pública reclamam de o governo não conceder reajuste salarial anual, determinado pela Constituição.

 

Victoria lembrou que o secretário de Estado de Fazenda, Júlio Cesar Carmo Bueno, concedeu uma entrevista esta semana informando que o pagamento do mês que vem, referente ao mês de março, poderá ser parcelado em duas vezes, sendo a primeira parcela a ser depositada até o décimo dia útil e a segunda até o dia 25.

“Já vamos entrar apreensivos no próximo mês”, ressaltou.

 

Fonte: Jornal O Diário

 

Leia mais em GERAL