SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

Saúde de SJB investiga morte de adolescente se foi meningite ou dengue

SFI também investiga exame de criança que veio a óbito no Ferreira Machado.

POSTADO EM 31/10/2017 02:09:00 POR: VNOTÍCIA/Paulo Noel
Foto: VNOTÍCIA/divulgação
Foto: VNOTÍCIA/divulgação

Em nota à imprensa, a Secretaria de Saúde de São João da Barra informa que está aguardando o resultado dos exames que foram realizados no laboratório Lacen, no Rio de Janeiro, para a confirmação do diagnóstico do paciente que veio a óbito na tarde do último domingo, 29 de outubro, após ser removido para o Hospital Geral de Guarus, na cidade de Campos dos Goytacazes, com suspeita de dengue hemorrágica ou de meningite.

 

É o primeiro caso suspeito das duas doenças no município em 2017 e as medidas de profilaxia estão sendo tomadas pela Secretaria, mesmo antes do diagnóstico, junto à família e à Santa Casa de Misericórdia, onde o paciente foi atendido antes da remoção.

 

A Secretaria tranquiliza quanto à Santa Casa, que não oferece riscos a população. O Município realiza ações de combate ao mosquito aedes aegypti e irá intensificar os trabalhos na região da residência do paciente.

 

Saúde de SFI também investiga exame de criança que veio a óbito no Ferreira Machado.


Declaração de óbito não faz menção à meningite, mas exames estão sendo feitos.


 “Preventivamente as Secretarias de Saúde de Campos e São Francisco de Itabapoana abriram um protocolo para investigação do caso de uma criança da praia de Guaxindiba que veio a óbito na madrugada do dia 23 de outubro no Hospital Ferreira Machado. O material foi colhido a partir da punção lombar da criança e encaminhado para laboratório no Rio de Janeiro para investigação”, disse o Secretário de Saúde.


O secretário municipal de Saúde, Sebastião Campista, entretanto, disse em entrevista a Rádio São Francisco FM que não consta da declaração de óbito da criança de Guaxindiba, qualquer menção de meningite.

 

O Secretário de Saúde disse que boatos tiveram origem após o óbito da criança de Guaxindiba no Hospital Ferreira Machado. Campista lamenta que pessoas se aproveitem do sofrimento do seu semelhante para se promoverem politicamente ou pessoalmente, na tentativa de ganhar algum tipo de visibilidade com a dor do próximo através das redes sociais. “É inaceitável”, diz.

 

Campista explicou que esta criança foi a uma consulta de rotina na Unidade de Saúde de Guaxindiba e foi atendida por uma pediatra, a doutora Tatiana, numa terça-feira, 17, e não constatou nenhuma anormalidade no estado clínico dela.


“Na sexta-feira, 20/10, a criança teve um episódio de insuficiência respiratória e foi levada para o Hospital Manoel Carola onde o pediatra de plantão identificou  o estado de saúde grave e a necessidade de terapia intensiva”, diz.


A partir dai, segundo Campista, foi feito contato com o Hospital Ferreira Machado para onde a criança foi levada com urgência acompanhada por enfermeiro e pelo próprio pediatra. Infelizmente, a criança veio a óbito na madrugada de domingo, 23/10.

 

“No Ferreira Machado começou a investigação da causa do mal estar da criança. Dentre outras possiblidades em determinado momento suspeitou-se de meningite. A partir dai, alguém começou a divulgar nas redes sociais como se a criança tivesse tido  diagnóstico de meningite, o que não está confirmado”, diz.

   

Ele concluiu, informado que a prefeitura permaneceu acompanhando o estado de saúde da criança, mas infelizmente na madrugada de domingo, 23, a criança veio a óbito com diagnóstico de falência múltipla dos órgãos.  Assim que sair o resultado, imediatamente será divulgado.


 

Leia mais em GERAL