SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

Sobe para seis número de mortes por febre amarela no estado do Rio

POSTADO EM 22/01/2018 18:59:00 POR: VNOTÍCIA

 

Sobe para seis número de mortes por febre amarela no estado do Rio de Janeiro. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), o Rio tinha registrado cinco mortes pela doença: três em Valença, uma em Miguel Pereira e outra em Teresópolis.

 

O caso mais recente também ocorreu em Teresópolis. Trata-se de um morador do bairro Água Quente, de 64 anos, que morreu neste domingo (21) no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fundação Oswaldo Cruz, onde estava internado. O outro caso em Teresópolis foi de um morador do bairro Prata do Aredes, de 48 anos, que morreu na semana passada.

 

Outros dois moradores do município continuam internados no Centro de Infectologia da Fiocruz em decorrência de febre amarela. Um deles é um jovem de 18 anos, do bairro Fonte Santa; o outro tem 54 anos e mora na Fazenda Ermitage. A Fiocruz investiga ainda o caso de uma moradora do bairro Tijuca, de 63 anos, com sintomas da febre amarela, mas que ainda não teve o diagnóstico confirmado. Uma moradora do bairro Frades, de 45 anos, teve a suspeita da doença descartada por especialistas.

 

A Secretaria de Saúde de Teresópolis informa que durante esta semana vai mobilizar os profissionais da área e também da Defesa Civil e do 16º Grupamento de Bombeiro Militar para atuação conjunta neste sábado, 27 de janeiro, instituído como Dia D de combate à Febre Amarela, pelo governo do estado.

 

Além do atendimento à população em 16 postos da Estratégia de Saúde da Família e em cinco unidades Básicas de Saúde, na cidade e no interior, também será intensificada a circulação de unidades volantes para atender aos moradores de áreas mais distantes.

 

De acordo com balanço da secretaria, de abril de 2017 até 18 de janeiro de 2018, o município de Teresópolis imunizou 160,1 mil pessoas, sendo 144.090 na área urbana e 16.010 na zona rural. Este número corresponde a 91% do público-alvo, entre moradores da cidade e turistas. A meta é imunizar 100% de toda a população que não possua contraindicação para a vacina.

 

No final da tarde desta segunda-feira, 22, a Secretaria de Estado de Saúde divulgou mais um boletim sobre os casos da febre amarela no estado do Rio, confira:

 

Informe Epidemiológico - Febre Amarela

 

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do RJ informa que em 2018 foram registrados 15 casos de febre amarela silvestre em humanos:

 

- 3 casos - Teresópolis, sendo dois óbitos

- 9 casos - Valença, sendo três óbitos

- 1 caso - Nova Friburgo, sendo um óbito

- 1 caso - Petrópolis

- 1 caso - Miguel Pereira, sendo um óbito

 

Número de localidades com casos confirmados de febre amarela em macacos:

 

- 1 epizootia – Niterói

 

*A SES ressalta que os macacos não são responsáveis pela transmissão da febre amarela. A doença é transmitida através da picada de mosquitos.

 

Ao encontrar macacos mortos ou doentes (animal que apresenta comportamento anormal, que está afastado do grupo, com movimentos lentos etc.), o cidadão deve informar o mais rápido possível às secretarias de Saúde do município ou do estado do RJ.

 

*A Secretaria reforça a importância das pessoas que ainda não se vacinaram buscarem um posto de saúde próximo de casa para serem imunizadas.

 

*O boletim leva em consideração o Local de Provável Infecção (LPI)

 

Para mais informações sobre a doença acesse www.febreamarelarj.com.br.

.

Fonte: Agência Brasil/Saúde RJ

 

 

Leia mais em GERAL