SOBRE     |     FALE CONOSCO

POLÍTICA

Carla desiste de renunciar e não será candidata em 2018

POSTADO EM 06/04/2018 20:10:00 POR: VNOTÍCIA
Prefeita optou em seguir como chefe do Executivo de SJB (Foto: Facebook)
Prefeita optou em seguir como chefe do Executivo de SJB (Foto: Facebook)

 

Após muita expectativa sobre uma possível renúncia, a prefeita de São João da Barra Carla Machado (PP) desistiu da ideia de concorrer a um cargo eletivo nas eleições deste ano.

 

Carla estava cotada para concorrer ao cargo de deputada. Ela analisava se seria candidata a deputada estadual ou federal, mas a decisão passaria pela necessidade de renunciar ao cargo de prefeita.

 

Em seu perfil no Facebook, a prefeita agradeceu o convite do vice-governador Francisco Dornelles para participar das eleições.

 

“Agradeço o convite do nosso Vice Governador Francisco Dornelles para participar dessa eleição representando nosso município e região. Agradeço também às lideranças e dirigentes partidários regionais que também colocaram seus Partidos à nossa disposição. Agradeço a nossa Câmara de Vereadores por todo o apoio à administração e no estímulo que me deram na busca de outras conquistas para o crescimento de SJB. Agradeço às lideranças de outros municípios que demonstraram seu apoio assim que tiveram conhecimento da possibilidade da nossa pré-candidatura. Agradeço aos companheiros de trabalho, responsáveis diretos por todas as conquistas!”, postou Carla.

 

Na mesma postagem, a chefe do Executivo sanjoanense elogiou seu vice-prefeito, Alexandre Roda. “Sei que se eu tivesse que renunciar agora, SJB ficaria em ótimas mãos já que o nosso Vice Prefeito além de ser filho da terra e ter capacidade administrativa, vem demonstrando lealdade e nos ajudado muito na tarefa de reconstruir nossa terra”. Em outro trecho, Carla lembrou de sua expressiva votação nas eleições municipais de 2016. “Estarei seguindo a missão a mim confiada por Deus e por 73% da população de SJB!”, concluiu.

 

Operação Machadada

 

A prefeita de São João da Barra optou pela segurança do cargo que já ocupa. Condenada na Operação Machadada, a mandatária sanjoanense teve seus direitos políticos recuperados numa decisão monocrática do desembargador Carlos Santos de Oliveira, presidente em exercício do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

Apesar de ter sido deflagrada nas eleições de 2012, a Operação Machadada teve os réus condenados apenas em março de 2017. Além de Carla, Alexandre Rosa, Neco e Alex Firme também foram condenados pelo juiz eleitoral Leonardo Cajueiro, na Ação de Investigação Judicial Eleitoral.

 

Em agosto de 2017, o Tribunal Regional Eleitoral manteve a condenação. Como a sentença foi confirmada pelo colegiado, os réus passaram a serem considerados fichas sujas, porém o recurso impetrado pela defesa de Carla, acatado pela presidência do TRE, tornou Carla elegível, a colocando no páreo para as eleições de 2018.

 

Entretanto, ao que tudo indica, a insegurança jurídica gerada pela possibilidade de o Ministério Público Eleitoral recorrer e derrubar a decisão do presidente do TRE-RJ, e Carla terminar sem o cargo de prefeita e ainda ter uma possível candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral, pesou na decisão de renunciar ao cargo.

 

A operação Machadada foi deflagrada em 3 de outubro de 2012. O grupo governista, liderado por Carla Machado, que trabalhava para eleger o sucessor Neco, foi acusado de abuso de poder e cooptação ilícita de nomes da oposição, oferecendo vantagens financeiras indevidas e cargos na administração pública municipal.

 

 

Leia mais em POLÍTICA