SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

Porto Central assina protocolo de intenções com o Porto de Pecém

CEO do empreendimento concedeu entrevista à Rádio São Francisco

POSTADO EM 05/02/2019 18:37:00 POR: VNOTÍCIA

 

O Porto Central, empreendimento que está na fase de captar recursos e firmar parcerias com empresas para se tornar uma realidade no município de Presidente Kennedy, dará nesta quarta-feira, 06, mais um importante passo para sua consolidação.

 

É que o Porto Central assinará um protocolo de intenções com o conceituado Porto de Pecém. O encontro para sacramentar a parceria acontecerá no plenário da Federação das Indústrias do Espírito Santo – FINDES, na cidade de Vitória, no Espírito Santo.

 

Situado na Região Metropolitana de Fortaleza, o Porto do Pecém foi inaugurado em 2002 e nesses últimos anos se tornou uma referência em logística portuária no nordeste brasileiro, sobretudo pela proximidade com Estados Unidos e Europa. Recentemente, o renomado Porto de Roterdã adquiriu 30% do Porto de Pecém.

 

“Como o Porto de Roterdã também é sócio do Porto Central, nada mais oportuno do que buscarmos com o porto irmão, que é o Porto de Pecém no Ceará, uma parceria para que a gente possa aproveitar dos conhecimentos e das oportunidades de negócios já conseguidos lá, para tentar empreender aqui (no Porto Central)”, disse ao VNOTÍCIA o CEO do Porto Central, José Maria Vieira de Novaes.

 

Nesta terça-feira, 05, José Maria concedeu uma entrevista à Rádio São Francisco FM, oportunidade que falou sobre a licença de instalação, obtida em março de 2018; mercado de trabalho; oportunidades que irão surgir e explicou sobre o projeto do Porto Central, que, se tudo correr dentro do esperado, iniciará suas obras no final de 2019 ou início de 2020.

 

Durante a entrevista, José Maria disse que o Porto Central seguirá na busca por empresas e indústrias que queiram se instalar na área do empreendimento. E revelou que até setembro de 2019, após esse trabalho para atrair parceiros, é que o Porto Central anunciará a construção ou não do empreendimento.

 

Fonte: VNOTÍCIA

 

 

Leia mais em GERAL