SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

Acusado de assassinar ex-companheira se apresenta na Delegacia de Itaperuna

Delegacia informou que homem estava impedido de se aproximar da ex-mulher; prisão já foi decretada

POSTADO EM 05/07/2019 10:54:00 POR: VNOTÍCIA


O homem acusado de assassinar a ex-companheira numa academia de Travessão de Campos, crime ocorrido na noite da última quarta-feira, 03, se entregou na 143ª Delegacia Legal de Itaperuna na madrugada desta sexta-feira, 05.        


Nesta quinta-feira, 04, a 1ª Vara Criminal de Campos expediu um mandado de prisão temporária contra o acusado, de iniciais P.R.S.

 

Segundo informações divulgadas pela 146ª Delegacia Legal de Guarus, responsável pela investigação, contra o suspeito havia medida protetiva de afastamento da vítima, ou seja, ele estava proibido pela Justiça de se aproximar da ex-companheira.

 

As investigações apontam para o fato de o autor não aceitar o término do relacionamento.       

 

Relembre o crime

 

O crime de feminicídio chocou pela frieza do assassino, que entrou no estabelecimento, e atirou pelo menos cinco vezes em Regiane, que é professora. A suspeita é de crime passional, já que o ex-marido estaria inconformado com a separação.

 

Segundo relatos da PM, no momento do crime várias pessoas se encontravam no local. Quando perceberam que o assassino estava armado e procurando por Regiane as pessoas correram para o fundo da academia. A professora tentou se esconder atrás de um balcão, local onde ela foi morta.

 

Uma equipe de resgate foi acionada, mas Regiane não resistiu e morreu no local. Antes de morrer a professora teria apontado o ex-marido como sendo o autor dos disparos. Ele teria fugido em um carro preto.

 

Regiane morava com o ex-companheiro em Cardoso Moreira, mas após a separação se mudou para Travessão de Campos, onde morava com os pais. Ela deixou três filhas.

 

 

Leia mais em GERAL