SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

SJB na semifinal da Olimpíada de Língua Portuguesa

A disputa começa nesta segunda e vai até quarta-feira, 13/11

POSTADO EM 10/11/2019 19:04:00 POR: VNOTÍCIA

 

O documentário "O avanço do mar em Atafona" produzido pelos alunos Gabriel Berto, João Miguel Rangel e João Vítor Valiengo  do Colégio Estadual Alberto Torres, no município de São João da Barra foi classificado para participar da semifinal da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa que começa nesta segunda-feira, 11, e vai até quarta-feira, 13/11, em São Paulo. O documentário foi selecionado entre as 63 produções semifinalistas em todo o Brasil. A final está prevista para 29 de novembro e a revelação dos vencedores 10 de dezembro.

 

"O documentário tem o objetivo de mostrar como o avanço do mar vem destruindo o Pontal de Atafona, em São João da Barra, afetando a economia pesqueira e a vida dos moradores, que convivem com a destruição de suas casas e suas histórias", explicou o aluno Gabriel Berto, ressaltando que desde 1964 Atafona vem sofrendo com o avanço do mar e nunca foi feito nada para solucionar este fenômeno.

 

- Escolhemos essa temática para chamar atenção das autoridades federais e estaduais proporcionando uma reflexão a nível nacional  sobre os problemas causados pelo avanço do mar em nossa cidade - destacou Gabriel, que mostra no documentário relatos de pescadores locais e as possíveis soluções propostas tanto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH) quanto pelo professor Eduardo Bulhões.

 

A professora,  Regina Ribeiro Merlim, que está coordenando os trabalhos, acompanhará os alunos na viagem. "Serão três dias de aprendizado e troca de experiência juntamente com  63 professores e 189 alunos semifinalistas de todo o Brasil na categoria Documentário", disse Regina, acrescentando que será a oportunidade, também, de ampliar as habilidades de leitura, escrita e produção audiovisual dos alunos.

 

Com o tema “O lugar onde vivo”, a Olimpíada de Língua Portuguesa propicia aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade local, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania. A realização é do Ministério da Educação e do Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC), integrando ações desenvolvidas pelo Programa Escrevendo o Futuro.

 

Leia mais em GERAL