SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

VÍDEO: Incêndio em vegetação causa transtornos no Centro de SFI

Moradores e comerciantes saíram às pressas dos imóveis devido à fumaça; prédio da Apae foi evacuado

POSTADO EM 17/07/2019 11:52:00 POR: VNOTÍCIA

 

Um incêndio de grandes proporções numa área de vegetação equivalente a três campos de futebol no Centro de São Francisco de Itabapoana, na manhã desta quarta-feira, 17, provocou muitos transtornos a moradores e comerciantes.

 

O local da queimada fica nos fundos da extinta Cersan – Cooperativa de Eletrificação Rural Sanjoanense, próximo da área urbana onde está localizado o prédio da APAE – Associação de Paes e Amigos dos Excepcionais.

 

Segundo a Coordenadora da Apae, Silvana Coutinho, o fogo começou por volta das 8h30. “Foi preciso evacuar o prédio rapidamente, devido ao risco de intoxicação, pois era muita fumaça. As aulas da Apae foram interrompidas nesta quarta-feira. Não tinha condição nenhuma de ficar no local. Fiquei muito preocupada com a saúde das crianças. Ficou muito difícil para respirar”, Conta Silvana. Segundo apurou o VNOTÍCIA, a retirada dos alunos teve de contar com o apoio de voluntários e funcionários Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Devesa Civil (SEMA)

 

Devido aos ventos fortes, o fogo alastrou rapidamente, com muita fumaça lançada em direção a residências e comércios. Muitas lojas na Avenida Vereador Edenites da Silva Viana tiveram que fechar as portas.

 

A SEMA foi acionada e enviou uma equipe ao local para o combate ao fogo. A ação da equipe contou com funcionários do Meio Ambiente e da Defesa Civil do município, que com muita luta, conseguiu debelar as chamas. A equipe começou com três homens utilizando abafadores artesanais. Logo chegaram mais quatro homens que entraram apagando as chamas.

 

Após cerca de uma hora de trabalho, as chamas foram debeladas com a ajuda, também, de uma retro escavadeira.  A fumaça foi observada pelos moradores, primeiro próxima a uma torre de telefonia.

 

As queimadas são consideradas um crime ambiental. A SEMA está apurando a origem do fogo.

 

Para a analista ambiental Juliana Alves, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil, a punição para este tipo de crime  esbarra na dificuldade para identificar o autor da ação.


“A Secretaria Municipal de Meio Ambiente tem desenvolvido varias campanhas de conscientização objetivando orientação da população quando a importância da defesa do meio ambiente”, disse.


O site VNOTÍCIA documentou próximo da vegetação do brejo, uma cobra morta dentro do seu habitat natural. Assim como esta cobra, muitos outros animais são vítimas destes incêndios.

 

 

A diretora do departamento de fiscalização da Defesa Civil Municipal, Lucimara Cardoso, pede ajuda da população para que denuncie os autores destes incêndios. 

 

 

 





 
 

Leia mais em GERAL